Atividade do comércio cai em junho

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, houve queda de 3,2% no movimento dos consumidores nas lojas de todo o país em junho/14 (comparativamente a maio/14), já descontados os fatores sazonais. Foi uma desaceleração em relação do que foi observado em maio/14, quando a alta mensal (comparativamente a abril/14) havia sido de 0,6%. Na comparação com junho de 2013, a alta foi de 0,7%, menor que os 5,2% atingidos em maio/14. Com estes resultados, o movimento dos consumidores no comércio acumulou, no período de janeiro a junho de 2014, alta de 3,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo os economistas da Serasa Experian, a menor atividade comercial deve-se ao impacto da realização da Copa do Mundo da FIFA, que provocou a decretação de feriados em algumas das cidades sede, bem como a redução do expediente do comércio, gerando redução do volume de negócios para a maioria dos segmentos.

Outros fatores que provocaram a diminuição do número de consumidores nas lojas foram: a elevação das taxas de juros; a menor geração de empregos no mercado de trabalho; o baixo índice de confiança dos consumidores e as incertezas com relação à economia.

Apenas o segmento tecidos, vestuário, calçados e acessórios não apresentou variação em junho. Os demais segmentos do varejo acusaram queda de movimentação no mês passado: material de construção (-13,1%); combustíveis e lubrificantes (-12,3%); veículos, motos e peças (-6,4%); supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (-4,2%) e móveis, eletroeletrônicos e informática (-3,0%).

No acumulado dos primeiros seis meses de 2014, a atividade varejista cresceu 3,6% liderada pelo setor de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (expansão de 3,7%); combustíveis e lubrificantes (3,0%); material de construção (2,4%); móveis, eletroeletrônicos e informática (0,5%) e veículos, motos e peças (0,3%). Tecidos, vestuário, calçados e acessórios é o único segmento do varejo que se retraiu no acumulado de janeiro a junho de 2014: queda de 3,4% frente ao mesmo período do ano passado.

http://www.serasaexperian.com.br/release/indicadores/atividade_comercio.htm