Bancos de fomento querem uma regulação diferenciada

Os bancos de fomento querem ter tratamento diferenciado em relação aos seus concorrentes de varejo pelo Banco Central. A nova regulação permitiria maior flexibilidade na concessão e captação de recursos no mercado, o que incentivaria o crédito de longo prazo para investimentos, hoje originado em sua quase-totalidade pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e bancos públicos.

Outro benefício proporcionado é a inclusão das pequenas e médias empresas, que correspondem a 98% do total, mas são excluídas pelos bancos do sistema de crédito pela falta de garantias, apontam especialistas e empresários durante seminário de crédito, em São Paulo. A Nossa Caixa Desenvolvimento é um dos que defendem a ideia de novas regras para a atividade.