Cheques devolvidos fecham semestre com maior percentual em dois anos

Foram devolvidos por insuficiência de fundos (2ª devolução), no primeiro semestre de 2011, 1,93% de cheques em todo o país, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. Foi o maior percentual registrado no acumulado dos seis primeiros meses desde igual período de 2009, quando houve 2,30% de devoluções.

No mês de junho, por sua vez, o percentual de cheques devolvidos foi de 1,93%, menor que os 2,00% de devoluções verificados em maio, porém maior que o 1,75% de junho do ano anterior.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o aumento na devolução de cheques sem fundos no primeiro semestre segue os mesmos problemas encontrados em outras formas de pagamento e financiamento: a expansão do endividamento do consumidor, a inflação reduzindo os rendimentos familiares, as altas taxas de juros, a elevação do IOF e as restrições ao crédito. Estes três últimos motivos incluem-se no contexto da política monetária para controle da inflação.

*Veja abaixo tabela com os totais de cheques devolvidos e compensados:

Cheques Devolvidos e Compensados

Nos estados e regiões

De janeiro a junho, Roraima foi o estado com o maior percentual de cheques devolvidos (11,87%). São Paulo, por sua vez, foi o estado com menor percentual (1,46%).
Entre as regiões, a Norte foi a com maior percentual de devolução de cheques nos seis primeiros meses de 2011, com 4,07%. Na outra ponta do ranking está a Sudeste, com 1,58%.

Veja abaixo o ranking completo com o percentual de cheques devolvidos de janeiro a junho:

Cheques Devolvidos