Cheques sem fundos aumentam em maio

O percentual de devoluções de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos foi de 2,12% nos cinco primeiros meses do ano

O percentual de devoluções de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos foi de 2,17% em maio deste ano, é o que revela o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. No mês passado, foram devolvidos 1.376.096 cheques e compensados 63.506.394. Em maio do ano passado, esse percentual foi 2,15%; já em abril de 2014, houve 2,13% de devoluções.

Já no acumulado dos primeiros cinco meses de 2014, o percentual de devolução de cheques sem fundos foi de 2,12%, superior à devolução de 2,10% em igual período de 2013.

Segundo os economistas da Serasa Experian, o crescimento da inadimplência com cheques em maio/14 com relação a abril/14 reflete a sazonalidade típica do período tendo em vista a data comemorativa da Dia das Mães. Já o patamar mais elevado da inadimplência com cheques neste ano em relação ao ano passado – tanto no mês d emaio quanto no acumulado do ano (janeiro a maio) – é reflexo de uma conjuntura dominada pelo encarecimento do custo do crédito (altas sucessivas das taxas de juros) e pela elevação da inflação. Tais fatores afetam negativamente a capacidade dos consumidores em honrar em dia os seus compromissos.

Confira abaixo tabela com os totais de cheques devolvidos e compensados:

Nos Estados e regiões

Roraima liderou o ranking estadual dos cheques sem fundos nos primeiros cinco meses de 2014, com 11,95% de devoluções. O Amazonas, por sua vez, foi o estado com o menor percentual (1,19%). Entre as regiões, a Norte foi a que liderou o ranking, com 4,36% de cheques devolvidos, ao passo que a região Sudeste foi a que apresentou o menor percentual (1,64%).

Confira abaixo o ranking completo de cheques devolvidos de janeiro a maio de 2014:

Clique aqui para visualizar esta notícia completa.