CONJUNTURA NACIONAL

Confirmam-se as previsões otimistas para o desempenho da economia em 1995. O setor de bens de capital,como sustentáculo,operando com quase toda sua capacidade instalada,é um firme sinalizador do crescimento econômico neste ano que se inicia com o novo Governo da República.

A reforma constitucional,flexibilizando a administração econômica e oferecendo os mecanismos de ajuste fiscal e previdenciário,é de fundamental importância para assegurar o sucesso do Plano Real. E nós,como empresários,temos que cerrar fileiras junto com as demais forças representativas do País,para obter,com a prioridade que se impõe,estas alterações inadiáveis para dar bases sólidas capazes de impulsionar o nosso desenvolvimento econômico.

Para o FACTORING,as perspectivas são animadoras.Faz parte do nosso programa de atividades,conforme proposto na reunião do Conselho dos Representantes da FEBRAFAC/ANFAC realizada em 05.12.94,fortalecer a nossa representatividade empresarial,ampliar a base de atuação de toda a nossa estrutura sindical,cabendo a supervisão,a coordenação e a avaliação dos trabalhos a nível nacional à FEBRAFAC/ANFAC e a operação às entidades regionais e prosseguir os estudos,ora em curso,para lançar novos produtos que aumentem os ganhos de liquidez e rentabilidade de nossas empresas e que gerem riqueza e empregos. Enfim,não podemos esconder que o objetivo de todo empresário é o lucro e o lucro só se alcança com eficiência e profissionalismo e com um comportamento ético.

Por oportuno,estamos juntando o programa do XXXIX Curso de Operador de Factoring e do I Curso de Gestão Estratégica de uma empresa de factoring, conforme Circular-ANFAC-080/94,de 16.12.94,bem como o Carnê da mensalidade do mês de Janeiro/95.