Consumidores usaram mais cheques à vista que dinheiro nas compras de Natal

Neste Natal, com o 13º em mãos, os consumidores que saíram às compras optaram mais pelo pagamento em cheque à vista do que em dinheiro.

Apesar de o dinheiro ser responsável por pouco mais da metade dos pagamentos realizados, o economista da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), Emílio Alfieri, afirma que o consumidor opta por esse tipo de pagamento quando sabe que conseguirá descontos.

Neste ano, o consumidor também optou por destinar a maior parte do 13º salário para o pagamento de dívidas.

Prioridades

No ano passado, houve muito descontrole, por isso, neste ano, o consumidor amadureceu e preferiu quitar as contas em atraso. “O consumidor está mais responsável. A intenção de compras era apenas a metade da intenção de pagar dívidas”, conta Alfieri.

Além das dívidas, o economista afirma que, neste ano, os consumidores deram outras prioridades para o 13º salário. “Dobrou a quantidade de pessoas que pretendiam viajar, por isso, ao menos 5% das intenções de compra foram transferidas para as viagens”, afirma o economista.

Trocas

Nesta segunda-feira (26), primeiro dia útil depois do Natal, segundo o economista, mesmo sendo considerado fraco para o comércio, o fato de se iniciarem as trocas dos presentes que não serviram pode fazer com que os consumidores gastem um pouco mais nesta semana.