Desempenho da economia surpreende no início do ano

O ano começou com um ritmo de atividade superior ao esperado. Indicadores de renda, emprego, produção industrial, vendas do varejo e movimentação de carga, entre outros, garantiram um bom desempenho econômico no primeiro bimestre e afastaram o risco de queda no Produto Interno Bruto (PIB) entre janeiro e março. O retrato é de uma recuperação modesta, mas que superou as expectativas de empresários e analistas – beneficiada pelo clima quente.

O aumento da renda foi maior que no mesmo período do ano passado, a criação de empregos formais superou em 77% a do primeiro bimestre de 2013 e os indicadores já conhecidos apontam para alta da produção industrial em fevereiro, após avanço de 2,9% em janeiro sobre dezembro, na série com ajuste sazonal.

Dados oficiais de janeiro – indústria, varejo, serviços e emprego – foram todos acima do projetado pelos analistas. E a surpresa positiva continuou em fevereiro, com ajuda do Carnaval. Sem a data festiva, o período ganhou três dias úteis em relação ao ano passado. Mesmo descontado esse efeito, o Indicador Antecedente de Vendas de 48 grandes varejistas do país apontou alta de 6,2% na comparação com fevereiro de 2013.