Diminui o número de famílias endividadas no país

A 16ª edição do Índice de Expectativas das Famílias (IEF) revelou redução no número de famílias brasileiras endividadas. Levantamento divulgado nesta quinta-feira (08/12) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), referente a novembro, aponta que 55,6% dos entrevistados disseram não ter dívida, o que representa um aumento de 1,4 ponto percentual em relação ao registrado no mês anterior, 54,2%. Já o percentual dos que se declararam muito endividados apresentou ligeira alta, ao passar de 7,8%, em outubro, para 8,2%, em novembro.

A pesquisa ainda mostra que entre os endividados cujo débito representa até metade do rendimento domiciliar mensal, o índice de 18,2% é o menor desde o início do ano. A dívida média registrada pelo IEF teve ligeira queda e passou de R$ 4.369,39, em outubro, para R$ 4.315,70, em novembro.

O levantamento também destaca que, entre as famílias com algum tipo de dívida, apenas 18% disseram ter condições de pagá-la em sua totalidade. Enquanto isso, 45,6% dos entrevistados responderam que poderão quitar os débitos parcialmente e 33,8% disseram não ter como pagar naquele mês as contas em atraso.