Economia brasileira deve retomar crescimento neste trimestre

Em sua quarta alta consecutiva, o Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Atividade Econômica mostra crescimento de 0,2% em novembro, frente ao mês imediatamente anterior, atingindo o valor de 98.

O indicador, divulgado nesta quinta-feira (26), antevê, em um horizonte de seis meses, em que patamar se encontrará a economia brasileira. Desta forma, o resultado de novembro mostra que, após ter entrado em estagnação no segundo semestre de 2011, a economia brasileira deverá retomar a sua trajetória de crescimento a partir deste trimestre.

Quando o índice está em nível superior a 100, o indicador aponta que o ritmo de crescimento tenderá a exibir uma trajetória de aceleração nos próximos meses.

Recuperação da atividade econômica

De acordo com os economistas da Serasa Experian, alguns fatores deverão ajudar no processo de recuperação do dinamismo da atividade econômica. Entre eles, os economistas citam a adoção de medidas monetárias, como reduções da taxa básica de juro e reversão das medidas macroprudenciais, e fiscais, como a redução de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) nos empréstimos às pessoas físicas e reduções de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializdos) na linha branca, de estímulo ao crescimento econômico.

Além disso, o aumento de 14,3% do salário mínimo será um dos principais fatores que deverão produzir impactos favoráveis sobre a trajetória de crescimento da economia neste ano, observam os economistas da Serasa Experian.

Sobre a pesquisa

O Indicador Serasa Experian de Perspectiva pretende antever, em um período de seis meses, em que fase do ciclo estarão algumas variáveis econômicas, como atividade econômica, concessões reais de crédito aos consumidores e às empresas, e inadimplência da pessoa física e jurídica.