Faturamento das micros de SP mantém-se estável

As micro e pequenas empresas (MPEs) do Estado de São Paulo apresentaram, em setembro deste ano, estabilidade em relação ao faturamento real na comparação com o mesmo mês do ano passado. Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o faturamento das MPEs paulistas registrou uma leve alta de 0,1% em setembro, totalizando receita de R$ 26,9 bilhões.

Na comparação com o mês anterior, o faturamento médio dos micro e pequenos empresários registrou queda de 6,5%, o que já era esperado pelos empresários pois setembro teve dois dias úteis a menos que agosto.

No segmento industrial, houve redução de 2,5% na receita do mês de setembro quando comparado ao mesmo período de 2010. Segundo o Sebrae, a queda se deve aos aumentos nos juros básicos ocorridos no primeiro semestre deste ano e também à concorrência com produtos importados.

No segmento de serviços, houve pequena retração de 0,6% na mesma comparação. O desempenho negativo, de acordo com a entidade, está relacionado ao fato de o setor ter apresentado crescimento muito expressivo no ano passado.

Já o faturamento do comércio registrou crescimento de 1,9% sobre setembro do ano passado devido ao bom desempenho do consumo no mercado interno. Para os próximos seis meses, os empreendedores projetam estabilidade para o faturamento.

Atualmente, as micro e pequenas empresas respondem por 20% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.