IGP-M acelera em março, puxado por varejo e atacado

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), que serve de referência a contratos de aluguel, avançou 0,43% em março, após ter registrado uma queda de 0,06% em fevereiro.

No ano, o índice acumula alta de 0,62% e, em 12 meses, a taxa é de 3,23%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede os preços no atacado, passou de uma queda de 0,26% em fevereiro para uma alta de 0,42% em março.

Nesse grupo, os bens agropecuários tiveram a maior aceleração (de -0,28% para 0,97%), enquanto os produtos industriais passaram de -0,25% para 0,22%.

No mesmo sentido, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede os preços no varejo, registrou variação de 0,48%, em março, ante 0,27%, em fevereiro.

Tiveram aceleração os grupos Habitação (de 0,32% para 0,99%), Alimentação (de -0,05% para 0,45%), Vestuário (de -0,22% para 0,27%) e Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,45% para 0,54%).

Em contrapartida, apresentaram recuos em suas taxas de variação os grupos Educação, Leitura e Recreação (de 1,18% para 0,27%), Comunicação (de 0,18% para -0,26%), Despesas Diversas (de 0,41% para 0,07%) e Transportes (de 0,29% para 0,22%).

No sentido contrário, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em março, variação de 0,37%, abaixo do resultado de fevereiro, de 0,42%.