Inadimplência afeta contas das pequenas empresas

A crescente inadimplência das pessoas físicas nos últimos meses já começa a afetar a capacidade de pagamento de compromissos também das pequenas empresas. E essa piora na pontualidade afeta não só bancos e fornecedores destas companhias, mas também o próprio governo, já que o cenário econômico provoca atrasos também no pagamento de impostos.

De acordo com os últimos dados divulgados pela Receita Federal, o recolhimento de impostos pelo Simples Nacional cresceu 18%, em termos nominais, para R$ 10,242 bilhões, no acumulado de janeiro a fevereiro de 2014 em comparação com o mesmo período do ano passado. Enquanto entre 2012 para 2013 o aumento no primeiro bimestre foi de 85%, ao passar de R$ 4,648 bilhões para R$ 8,608 bilhões.

Clique aqui para visualizar esta notícia completa.