Inadimplência das empresas tem maior queda em dois anos para o mês de fevereiro

A inadimplência das pessoas jurídicas recuou 7,0% em fevereiro, na comparação com janeiro último, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas. Foi a maior queda verificada desde 2010, na comparação entre o segundo e o primeiro mês do ano.

Já nas variações anual e acumulada, o levantamento apontou elevação. Na relação de fevereiro de 2012 com fevereiro de 2011, a inadimplência dos negócios avançou 18,0%. Na comparação entre o primeiro bimestre deste ano com igual período do ano anterior, por sua vez, o crescimento foi de 22,3%.

Para os economistas da Serasa Experian, a inadimplência das empresas registrou, em fevereiro, a maior queda dos últimos dois anos em razão do Carnaval, que ocasionou o menor número de dias úteis, e a redução gradual dos juros. Dados do Banco Central mostram que as taxas de juros para as empresas vêm caindo gradualmente, a exemplo da conta garantida e para a aquisição de bens. O custo do capital de giro, a linha de crédito mais importante para a operação das empresas, está abaixo do registrado em 2011.

* Confira abaixo tabela com a decomposição do indicador:

Valor médio das dívidas

No primeiro bimestre do ano, as dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água) tiveram um valor médio de R$ 795,41, o que representou um crescimento de 3,9% ante igual período de 2011.

As dívidas com bancos, por sua vez, tiveram, nos dois primeiros meses de 2012, um valor médio de R$ 5.295,14, resultando em 3,1% de alta na relação com o acumulado do primeiro bimestre do ano anterior.

Quanto aos títulos protestados, o valor médio verificado no primeiro bimestre foi de R$ 1.870,08, com elevação de 11,7% sobre igual acumulado de 2011.

Por fim, os cheques sem fundos alcançaram, nos dois primeiros meses de 2012, um valor médio de R$ 2.236,99, representando um aumento de 11,3%, quando comparado com o primeiro bimestre do ano anterior.