Jantar institucional da ANFAC reúne lideranças regionais e empresários de todo o país em momento histórico para o factoring

Em clima descontraído, Presidente da ANFAC recepciona Presidentes de SINFACs e Empresários para discutir os rumos da atividade e atualizá-los sobre assuntos relevantes e de interesse geral. Presidentes dos SINFACs e Deputado Arnaldo Faria de Sá destacam a importância da ANFAC como interlocutor qualificado e representativo do setor nas definições sobre o futuro do factoring no Brasil

Apesar do clima absolutamente informal do encontro promovido pela ANFAC na noite de quarta-feira passada (19/09), que aproveitava a presença em São Paulo de vários empresários e presidentes dos SINFACs, a riqueza de informações, sintetizadas em poucos minutos, e a troca de ideias fizeram com que cada convidado confirmasse a necessidade de união nacional do setor, acentuada em um momento em que o governo, o congresso e a sociedade dão a devida atenção ao factoring, que, pela sua reconhecida atuação socioeconômica de apoio a milhares de pequenas e médias empresas, se impôs como mecanismo para complementar os esforços da política governamental na irrigação de recursos destinados à dinamização da economia. “As condições da economia mundial e as demandas para o desenvolvimento do Brasil destacam o factoring na agenda. O suporte da ANFAC tem sido fundamental em nosso trabalho (de elaboração da regulamentação). Agora, a unicidade do setor em torno da ANFAC é decisiva para se conseguir dar o passo final”, disse o deputado Arnaldo Faria de Sá, que veio de Brasília especialmente para conversar com os associados da ANFAC.

No jantar de confraternização, Luiz Lemos Leite, presidente da ANFAC, apresentou o consultor Everton Carsten da Rosa, diretor executivo da ECR Consultoria, de Canoas/RS, responsável pela elaboração e implantação de um Planejamento Estratégico da ANFAC para dotá-la de instrumentos para enfrentar os desafios que o futuro reserva para o Factoring no Brasil. “O mercado é dinâmico e exige que as organizações tenham um posicionamento estratégico bem definido para crescerem de forma sustentável. Vamos apoiar a ANFAC na obtenção desses objetivos organizacionais”, destaca Everton da Rosa.

Em seguida, Luiz Lemos Leite atualizou os presentes sobre vários assuntos de relevante interesse do setor, como o Projeto de Lei 3.615/2000 e sua atual tramitação, a atuação institucional da ANFAC junto ao STJ e COAF, deixando claro que a ANFAC, por sua credibilidade, continua a ser um interlocutor respeitado por todos os setores governamentais, razão pela qual deve centralizar as demandas nacionais do fomento.

“Temos que estar unidos, porque este momento é de fundamental importância para consolidar todo o trabalho que temos feito nos últimos anos”, comentou Hamilton de Brito Junior, presidente em exercício do SINFAC-SP.

Luiz Paulo Silva, presidente do SINFAC-ES, destaca que, além dos interesses nacionais, a ANFAC tem tido uma atuação decisiva para levar uma visão clara da atividade de factoring à mídia, ao judiciário e a sociedade daquele estado. Para maximizar a sinergia, o sindicato usa o logo e a marca ANFAC em seu material institucional e até mesmo no cartão de visita de seus diretores. “Os temas priorizados e as ações da ANFAC são totalmente convergentes com os interesses dos associados. E o suporte da ANFAC nos tem permitido ações como o simpósio “Fomentando Direito”, realizado no Tribunal de Justiça”, exemplifica.

“No Paraná, todos os associados ao SINFAC são também associados à ANFAC. Além da vantagem institucional de contar com uma entidade de peso, essa colaboração é importante pelos treinamentos e eventos para qualificar operadores e empresários”, diz José Góes, presidente do SINFAC-PR.

Entre os cerca de 40 empresários presentes ao encontro da ANFAC, destacam-se os presidentes dos SINFACs da Bahia, José Luiz Souza; do Distrito Federal, Luís Napoleão; de Minas Gerais, Jeferson Terra; José Carlos Antunes, de Santa Catarina; Marcelo Gentil, do Ceará; Olmar Pletsch, Rio Grande do Sul; Orlando de Souza Santos, de Goiás/Tocantins e Raimundo Nonato N. Costa, do Pará. Os associados tiveram ainda oportunidade de trocar ideias com os Desembargadores Manoel Carlos Vieira de Moraes e Oscarlino Moeller, membros do Conselho de Ética da ANFAC, com vários Vice – Presidentes e Conselheiros.

Luiz Lemos Leite fez questão de agradecer e saudar pessoalmente cada um dos empresários presentes enaltecendo a importância do trabalho de suas empresas e a sua participação em eventos como aquele jantar de confraternização, de estreitamento de relações corporativas, de fortalecimento da união do setor em torno dos seus ideais e objetivos bem como de um futuro exitoso para todos.

Conquistas e planos da ANFAC

Sintetizando vários assuntos e dirimindo as dúvidas de todos os presentes, Luiz Lemos Leite fez um levantamento das conquistas recentes da ANFAC e também adiantou que a entidade já prepara o 23º Encontro Jurídico Nacional, para o primeiro semestre do próximo ano.

Em relação à Resolução 20 do COAF – inicialmente prevista para vigorar a partir de 1º de setembro de 2012 e prorrogada para 1º de março de 2013 -, a prioridade da ANFAC é preparar os associados para conformidade às novas regras, elaborando e fornecendo um manual com os procedimentos gerais, pronto para ser parametrizado conforme as alçadas e os processos em cada empresa associada.

Antes de encerrar a agenda da noite, Luiz Lemos Leite entregou uma placa para o deputado Arnaldo Faria de Sá em homenagem à dedicação e empenho do parlamentar na questão da regulamentação da lei para o setor e ao prestígio de sua presença em vários eventos da ANFAC nos últimos 20 anos. “Me sinto orgulhoso em receber essa homenagem. Estamos trabalhando para a lei ser sancionada o mais breve possível pois o setor de factoring não pode mais viver sem uma legislação própria e adequada aos interesses da classe”, disse o deputado.

Veja as fotos do evento.