Mortalidade de empresas cai após nova lei

Enquanto o número de falências no país diminuiu 60%, as recuperações judiciais mais que dobraram na comparação entre 2006, primeiro ano cheio de vigência da nova Lei de Falências, e 2010. O quadro sugere que a Lei nº 11.101, que entrou em vigor em junho de 2005, está cumprindo seu papel. O número de falências cai, enquanto o de recuperações judiciais cresce, segundo levantamento da Serasa Experian, feito a pedido do Valor. Em 2006, foram decretadas 1,9 mil falências. Em 2010, 732. Já o número de recuperações deferidas passou de 155 para 361. O Sudeste concentra o maior número de pedidos, não só por ter um grande número de empresas, mas também por contar com uma estrutura judicial adequada. A capital paulista tem duas varas e uma câmara de segunda instância especializadas no tema.