Participação do jovem na demanda de crédito em 2011 é a maior desde 2008

São Paulo – A participação do jovem, com idade entre 18 e 25 anos, na demanda de crédito no Brasil é a maior desde 2008, quando começou o estudo, corresponde a 18%. No passado, a participação era de 14,3%, 2010; 14,4% em 2009 e 15,7% em 2008. É o que aponta levantamento inédito da Serasa Experian.

Veja no quadro abaixo a participação do jovem na procura por crédito desde 2008:

Tabela: participação do jovem na procura por crédito desde 2008

“A crescente formalização do mercado de trabalho nos últimos anos no Brasil tem beneficiado a população de baixa renda, principalmente os jovens. Estes, além de terem maior estabilidade no emprego pelas regras do mercado formal de trabalho, passam a contar com um comprovante oficial de renda, o que estimula e facilita o acesso desta camada da sociedade em mercados específicos como o de crédito, telefonia, etc. Além do aspecto de inclusão, destacaria também o crescimento da popularidade dos aparelhos de celular entre os jovens”, afirma Ricardo Loureiro, presidente da Serasa Experian e Experian América Latina.

Entre os produtos mais procurados estão celulares, carros e motos. A maioria dos jovens, 40,5%, pertence ao grupo social Periferia Jovem. Segundo o Estudo Serasa Experian, esse grupo social inclui os segmentos sociais Jovens Trabalhadores de Baixa Renda, Jovens na Informalidade, Trabalhadores de Baixa Qualificação, Excluídos do Sistema, Estudantes da Periferia e Famílias Assistidas da Periferia.

A pesquisa aponta ainda que a maioria dos jovens é do sexo masculino, 60,6%, percentual similar ao da sociedade brasileira, 58,5% dos jovens brasileiros, entre 18 e 25 anos, são homens.

Veja no quadro, a distribuição dos jovens que demandaram crédito em 2011 por grupo social, no Brasil:

Tabela: distribuição dos jovens que demandaram crédito em 2011.

Os grupos sociais deste estudo são uma classificação do Mosaic Brasil (tabela na página 3), metodologia de segmentação da sociedade que leva em conta não só a renda, mas também outros critérios, como educação, geografia, demografia, padrões comportamentais e estilo de vida com o objetivo de entender melhor o mercado, a sociedade. A aplicação da metodologia Mosaic chegou a 10 grupos sociais e 39 segmentos.

Avaliação regional

Na avaliação geográfica, a distribuição dos jovens que demandaram crédito em 2011 segue, aproximadamente, o padrão da sociedade brasileira, conforme mostra o quadro abaixo.

Tabela: Avaliação geográfica, a distribuição dos jovens que demandaram crédito em 2011 segue, aproximadamente, o padrão da sociedade brasileira

Grupos e segmentos que compõem o Mosaic Brasil: (Tabela abaixo)

Tabela: Grupos e segmentos que compõem o Mosaic Brasil

Metodologia:

O Estudo Serasa Experian foi realizado com base nas consultas feitas nos primeiros trimestres de 2008, 2009, 2010 e 2011, por 121 CNPJs de Instituições Financeiras e divididos em sete segmentos: banco comercial e múltiplo; bancos e financeiras de montadoras; bancos e financeiras com foco em empréstimos para pessoa física; bancos e financeiras com foco em empréstimos para pessoa jurídica; cartão de crédito; consórcio; financiamento de veículos e leasing. As consultas foram classificadas de acordo com o Mosaic Brasil.