Pontualidade de pagamento das micro e pequenas é a maior em sete anos para o mês de janeiro

A pontualidade de pagamento das micro e pequenas empresas atingiu 94,8% em janeiro de 2012. Isto significa que durante o mês passado, a cada 1.000 pagamentos realizados, 948 foram quitados à vista ou com atraso máximo de sete dias. Este foi o melhor resultado para um mês de janeiro desde o início da série histórica: 93,6% (jan/06), 93,4% (jan/07), 93,4% (jan/08), 92,9% (jan/09), 93,8% (jan/10) e 94,7% (jan/11).

É importante notar que janeiro de 2012 registrou o segundo mês consecutivo de alta interanual do indicador, isto é, quando comparado com o mesmo mês do ano anterior. Isto após termos observado quedas ininterruptas neste critério de comparação entre os meses de março e novembro do ano passado.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o atual processo de relaxamento monetário, o início da normalização da inadimplência dos consumidores e a reativação do crescimento econômico a partir do final do ano passado estão melhorando a capacidade de pagamentos das micro e pequenas empresas, o que é um sinal favorável para a trajetória da inadimplência das empresas ao longo dos próximos meses.

As micro e pequenas empresas do setor comercial apresentaram o maior nível de pontualidade de pagamentos no primeiro mês de 2012: 95,7%. As empresas industriais registraram pontualidade de 94,0% e, por fim, a pontualidade de pagamentos das micro e pequenas empresas do setor de serviços atingiu 93,5% em janeiro de 2012.

No primeiro mês de 2012, o valor médio dos pagamentos pontuais elevou-se em 12,2% em relação ao mesmo mês do ano passado (R$ 1.791 contra R$ 1.597), com altas de 12,7% no setor de comércio, 12,5% no setor industrial e de 4,4% nas empresas do setor de serviços. Apesar da alta ter sido menor, o valor médio dos pagamentos pontuais das micro e pequenas empresas do setor se serviços continua o mais elevado entre os setores econômicos: R$ 1.880 contra R$ 1.808 do setor comercial e R$ 1.619 do setor industrial.