Pontualidade de pagamento das micro e pequenas é a menor em cinco meses

A pontualidade de pagamento das micro e pequenas empresas atingiu 94,7% em outubro de 2011. Isto significa que durante o mês passado, a cada 1.000 pagamentos realizados, 947 foram quitados à vista ou com atraso máximo de sete dias. Na comparação com o mês imediatamente anterior (setembro/11), a pontualidade de pagamento caiu 0,6 ponto percentual. Foi o menor nível de pontualidade dos últimos cinco meses.

Já na comparação com o mesmo mês do ano passado (outubro/10), a pontualidade de pagamentos recuou 0,8 ponto percentual registrando a oitava queda interanual consecutiva deste indicador.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a crise financeira internacional e o atual processo de desaceleração econômica têm pressionado a geração de caixa das micro e pequenas empresas, dificultando a realização de pagamentos em dia dos seus compromissos financeiros.

As micros e pequenas empresas do ramo comercial registraram o maior nível de pontualidade de pagamentos em outubro/11, totalizando 95,4%. As empresas industriais atingiram pontualidade de 94,2% nos seus pagamentos e as do setor de serviços registraram pontualidade de 93,8% nos pagamentos junto aos seus credores.

O valor médio dos pagamentos efetuados pontualmente pelas micros e pequenas empresas durante o mês de outubro/11 atingiu R$ 1.749,00, o maior valor de toda a série histórica, observando alta de 1,8% em relação ao verificado no mês imediatamente anterior (setembro/11). No acumulado dos primeiros dez meses de 2011, em relação ao mesmo período do ano passado, o valor médio dos pagamentos pontuais elevou-se em 9,4% (R$ 1.628,36 contra R$ 1.488,82), com altas de 9,2% no setor de comércio, 4,9% no setor industrial e de 19,9% nas empresas do setor de serviços.

A série histórica deste indicador está disponível aqui