Queda nos juros faz pedido de falência recuar em abril

O Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações aponta, em abril, 165 pedidos de falência em todo o país. O número foi menor que os 173 requerimentos observados em março último, e maior que os 133 de abril de 2011. Também houve crescimento na relação entre os acumulados. De janeiro a abril houve 614 pedidos de falência, ao passo que em igual período do ano anterior o levantamento registrou 570 requerimentos. Dos 165 pedidos de falência realizados em abril deste ano, 89 foram efetuados por micro e pequenas empresas, 51 por médias e 25 por grandes.

Para os economistas da Serasa Experian, em abril as empresas começaram a aproveitar os juros mais baixos no crédito, para pagar dívidas atrasadas junto a credores. A expectativa em relação ao Dia das Mães, segunda melhor data do ano em vendas para o varejo, promove a procura por recursos para produção e formação de estoques. Na mesma direção, está o Dia dos Namorados, em junho, o que favorece as empresas em dificuldade e facilita a sua recuperação.

Deve ser destacado, que o menor número de dias úteis em abril ante março, em razão dos feriados, também contribuiu para o recuo nos registros de falências decretadas e recuperação judicial. A perspectiva de um segundo semestre com crescimento da atividade econômica abre espaço para a redução da insolvência das empresas.

*Confira abaixo tabela completa com os números de falências e recuperações.

Metodologia

O Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações é construído a partir do levantamento mensal das estatísticas de falências (requeridas e decretadas) e das recuperações judiciais e extrajudiciais registradas mensalmente na base de dados da Serasa Experian, provenientes dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e da Justiça dos estados. O indicador é segmentado por porte.