Por que se associar?

Os associados têm a sua disposição serviços de assessoria consultiva (técnica e operacional), tributária e jurídica. Modelos de contratos e planos de contas, além de informações necessárias ao exercício da atividade.

Acesso à convênios comerciais

Além do acesso à nossa base de conhecimendo, os associados ANFAC poderão se beneficiar dos convênios comerciais com o BRADESCO, SERASA e BOA VISTA SERVIÇOS, dentre outros.

Principais benefícios

Tenha acesso exclusivo à base de conhecimento da ANFAC, com conteúdos que ajudam você a alavancar o seu negócio com todo o apoio jurídico e operacional que você precisa.

Como se associar

1) Prepare a documentação

Existem alguns documentos necessários que você precisa reunir e preencher para se tornar um associado ANFAC. Veja a lista dos documentos na próxima sessão.

2) Envie por email para nós

Tudo pronto? Envie os documentos para nós pelo email atendimento@anfac.com.br ou entre em contato através do telefone (11) 2361-8900 para mais informações.

3) Aguarde a aprovação

Cumpridos todos os passos, será admitida a associação com a emissão do Certificado de Registro definitivo.

Documentação necessária e Parâmetros recomendados

Confira abaixo os detalhes de como preparar a sua solicitação de associação.

  1. Cópia do contrato social ou estatuto, registrado na Junta Comercial e do cartão CNPJ;
  2. Termo de Adesão do Associado devidamente preenchido (anexar o "check list" e os documentos nele relacionados) com compromisso de cumprir o Código de Ética e Disciplina da Associação Nacional de Fomento Comercial e as demais decisões da assembleia geral e da diretoria, que têm por objetivo, tão somente, dar garantia de atuação às associadas para que operem dentro das normas corporativas de natureza ético-operacional emanadas da ANFAC e pautadas em rigorosos padrões de legalidade. O Termo de Adesão poderá ser enviado, via e-mail atendimento@anfac.com.br  ou entrando em contato através do telefone (11) 2361-8900;
  3. Para empresas, em funcionamento, apresentar cópia do balancete / balanço do último exercício;
  4. Restrições Cadastrais: na eventualidade de serem constatadas restrições cadastrais em nome da requerente, dos seus sócios ou representantes, a ANFAC poderá solicitar informações adicionais, certidões ou outros documentos;
  5. Cópia do comprovante de cadastramento da empresa no COAF. Se a empresa não estiver cadastrada naquele órgão, poderá fazê-lo através do site da Receita Federal;
  6. Empresa com a participação do capital estrangeiro: deverá apresentar cópia do certificado de Registro na FIRCE - Fiscalização e Registro de Capital Estrangeiro, do Banco Central do Brasil.

  1. Nome Empresarial: a empresa deverá adotar a expressão Fomento Comercial sendo facultativa a adição da expressão "Factoring". Poderá utilizar o modelo sugerido pela ANFAC, não utilizando expressões comprometedoras como "banco", "financeira", "intermediação", "investimentos", “securitizadora”, por ser o fomento comercial - factoring um mecanismo regido pelas normas do instituto do direito mercantil. O empresário poderá consultar a ANFAC sobre a razão social escolhida para saber se já existe alguma empresa associada com o mesmo nome;
  2. O objeto social do contrato de constituição deverá ser exclusivo para fomento comercial e enquadrado no padrão recomendado pela ANFAC;
  3. A associada compromete-se a manter em seu quadro de funcionários pelo menos um Agente de Fomento Mercantil - Operador de Factoring - diplomado pela ANFAC;
  4. Cumpridos os pré-requisitos quanto à documentação necessária e parâmetros recomendados pela ANFAC, será admitida a associação com a emissão do Certificado de Registro definitivo.